apresentação

A cidade não se faz só de ruas, anúncios, sinais, esquinas e muros, é também um espaço de memória, relação e convívio. Existe uma arquitetura sentimental, uma cartografia urbana subjetiva marcada no concreto e oculta na velocidade. Essa arquitetura invisível é feita de redes de relações; a cidade é um espaço compartilhado com o outro. No entanto, o  espaço público é um lugar em constante ameaça, se entendemos público como esse conjunto de redes de participação e autonomia que conformam o território “de todos”, na diversidade dos seus aspectos sensíveis.

Cidade Proibida propõe a realização de intervenções cênicas em locais públicos que tornam-se proibidos durante a noite, perante a ameaça da violência potencial. Em uma composição afetiva com a cidade, propomos o resgate poético-social desses espaços através de ações artísticas, buscando uma religação com espaços degradados ou abandonados, com o que foi expulso ou esquecido na afirmação das capitais. Aqui, a cidade se faz tema e cenário, o encontro se faz motivo e linguagem.

As intervenções foram realizadas  no Parque Farroupilha, popularmente conhecido como Parque da Redenção, às 22H e na Praça Júlio Mesquita, popularmente conhecida como Praça do Aeromóvel, também as 22H, espaços extremamente significativos na arquitetura sentimental da cidade, mas que recebem essa proibição invisível durante a noite.

Inspirado em formas de convívio como saraus, serenatas, cabarés artísticos, piqueniques noturnas, o evento compõe uma estrutura de encontro cênico ao redor de uma longa plataforma, incluindo música, circo, dança, teatro. Cada intervenção tem a duração aproximada de 90 minutos, reunindo números individuais e coletivos dos artistas envolvidos, a partir da temática da cidade como lugar de experiência sensível, memória e redes de relações. Mais que um espetáculo, propomos a invenção  de microterritórios de convívio em lugares públicos que à noite passam a ser de ninguém, no desejo de propor contribuições para futuros renovados que permitam que o senso de coletividade exerça-se na cidade.

Cidade Proibida foi contemplado com o Prêmio Funarte Artes Cênicas na Rua 2012. É a segundo projeto de intervenção urbana daCia Rústica, um dos núcleos contemporâneos de criação cênica mais destacados e significativos de Porto Alegre, desenvolvendo uma trajetória consistente de investigação e produção artística desde 2004. Nesse projeto, reúne um elenco de doze destacados atores de diferentes núcleos de criação, reforçando o conceito de convívio no qual o projeto se sustenta. Convívio entre artistas, entre ideias e sensações, entre artistas e público, entre as pessoas e a cidade, inserindo a arte no tecido do mundo.

www.ciarustica.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s